> de volta

As primeiras foto-câmeras:
Inimaginável a moderna técnica
para este tempo

 

“Câmera obscura” de Nièpce com instalações, primeira foto-câmera (câmera de caixa).
O que aparece hoje como de tempos primitivos, era nesta época alta tecnologia.

 

De lado de Daguerre, Nièpce foi o co-inventor da fotografia moderna, ao lado de Fox Talbot na Inglaterra e Hippolyte Bayard em Paris, Steinheil e Kobell em Munique etc.

Nièpce conseguiu progressos significativos na combinação de processos luz-química que levaram em 1826 aos primeiros resultados.

Fossem estes conhecimentos tratados com mais conseqüência pelos cientistas de liderança (óticos e químicos) de Londres, Paris e Munique etc., teria conseguido bem mais cedo ainda na época de Goethe uma fotografia praticável. Assim a pesquisa era deixados para os marginais, amadores e artistas, e precisava muito tempo até o patente de Daguerre em 1839.

Pode-se ver desta decorrência também que os pintores tinham um interesse vital na solução da questão, visto pela ciência natural poderia ter acontecido 25 anos mais cedo. A invenção, uma vez publicada, veio realmente como uma coisa esperada a muito tempo e foi divulgada rapidamente.

 

 
 

De: Erika Billeter, Malerei und Photographie im Dialog. Von 1840 bis heute, Bern 1977, p. 9

Exhibit in the Musée Nicéphore Niépce, 28 Quai Messageries, Saône-et-Loire, France.
There were no restrictions on photography in the museum.
"I, the copyright holder of this work, release this work into the public domain.
This applies worldwide.I grant anyone the right to use this work for any purpose, without any conditions."

 
ALL IMAGES AND SITE CONTENT ©Wolfgang Hock